Biólogo da prefeitura alerta sobre proliferação dos escorpiões

Na temporada de chuvas, os acidentes envolvendo animais peçonhentos são mais frequentes. Isso porque é nesta época do ano que eles saem em busca de lugares secos para se abrigar, aumentando assim a probabilidade de estarem presentes nas residências e em locais secos e cobertos. Quem faz o alerta é o biólogo do setor de endemias da Secretaria de Saúde, Élcio Amaral. Segundo ele, principalmente na região de Cataguases, neste período que coincide com o fim da  primavera e início do verão, há uma maior atividade dos animais, entre eles o escorpião, que é um predador encontrado tanto em áreas rurais como urbanas.

Élcio explica que os escorpiões têm hábitos noturnos e podem viver longos períodos sem comida e água, escondidos em lugares escuros, como frestas, fendas, atrás de móveis, calçados, roupas, entulhos, fossas, entre outros. “O escorpião pode proliferar muito quando encontra ambientes favoráveis e o seu controle por meio de inseticidas ou outros agentes químicos é muito difícil”, explica, apontando o escorpião amarelo (Tityus serrulatus) como a espécie predominante na região.

A prevenção, segundo ele, é a  melhor forma de combater o surgimento do animal, e isso se faz mantendo limpos os quintais e jardins, que devem estar livres de entulhos e com o lixo em sacos plásticos. Móveis, principalmente camas, devem estar afastados de paredes e a roupa de cama do chão. Além disso é recomendado o uso de telas de proteção, ralos de banheiros, cozinhas e caixas de gordura, que também devem estar limpos, entre outras atitudes. O biólogo informa ainda que, em caso de acidente com escorpião, é necessário procurar uma unidade de saúde mais próxima e, se possível, capturar com cuidado o animal, acondicioná-lo em um vidro com segurança, para que possa ser identificado.

“Também é importante comunicar à Secretaria Municipal de Saúde caso o cidadão encontre um escorpião para que o setor faça uma vistoria no local e passe as orientações pertinentes aos moradores”, disse. Ele explica ainda que a picada do escorpião causa dor intensa no local, que pode ir se espalhando por todo o membro atingido. Além disso a vítima da picada é acometida de náuseas, vômitos e salivações, podendo, inclusive, ter alterações cardíacas e circulatórias. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *