Prefeitura de Cataguases inicia Projeto de Hortas Comunitárias

A Prefeitura, por meio de uma parceria entre as secretarias de Desenvolvimento Social, Agricultura e Meio Ambiente e Educação, começou no último mês o Projeto de Hortas Comunitárias. Inicialmente, a intenção é aproveitar as áreas no interior das escolas municipais que estão inativas e aproveitá-las para a criação de hortas comunitárias e também envolver as comunidades locais em torno de um objetivo comum, enriquecer a merenda escolar, principalmente nas escolas de tempo integral, e oferecer uma educação voltada para a alimentação com produtos naturais, sem agrotóxicos e rica em nutrientes.

O Projeto foi iniciado nas escolas Darcília Guimarães, no bairro Justino, e na Professora Maria José Peloso, Ana Carrara, com a conversa entre representantes do poder executivo municipal e lideranças locais, como trabalhadores da educação, do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) e membros das associações de moradores. Os encontros tiveram como objetivo de planejar ações para envolver a comunidade neste trabalho. A previsão é que o cultivo inicie nos próximos meses com vegetais consumidos no cardápio da merenda escolar como alface, cenoura, couve, mandioca e pimentão. As duas escolas servirão como piloto de outras escolas que poderão ser inseridas no projeto posteriormente.

A iniciativa acontece sob coordenação da psicopedagoga Marilza Ferreira e é acompanhada de perto pela engenheira agrônoma e servidora pública municipal do quadro efetivo, Thamyres Assis.  Marilza disse que o início do Projeto a partir a das reuniões foi animador. “Antes de dialogar com as lideranças, eu fiz uma capacitação online com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social para que pudéssemos aplicar aqui a ideia das hortas comunitárias. Nossa intenção é também trabalhar o envolvimento das comunidades e também fazer a reflexão sobre como aplicar a economia doméstica. O primeiro contato com as lideranças locais foi positivo e eu estou otimista para que consigamos ter sucesso na aplicação”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *